A história da NFL International Series em Londres

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
The San Francisco 49ers vs. the Jacksonville Jaguars at Wembley Stadium in 2013.
San Francisco 49ers x Jacksonville Jaguars no Wembley Stadium em 2013.

Translations of this article are also available in the following languages:EnglishItaliano

Por: Travis Brody
Traduzido por: Mariana Gomes

 

Quando a National Football League anunciou que estava encerrando a NFL Europa em 2007, a liga rapidamente afirmou que iria voltar para a Europa com um jogo da temporada regular da NFL, em Londres, no final daquele ano. Eles cumpriram a promessa e foram além. O que começou com um jogo se transformou na NFL International Series, que já levou 11 jogos para Londres, em 7 anos, e não parecem querer parar por aí, nem tão cedo.

Antes da criação da NFL Europa (inicialmente conhecida como World League of American Football), a National Football League sondou o mercado internacional quando iniciou a American Bowl series. A American Bowl series foi uma sucessão de jogos da pré-temporada da NFL que aconteceram em várias cidades grandes como Londres, Berlin, Barcelona e Dublin. Desde o seu início, em 1986, até o seu fim em 2005, a NFL realizou 40 jogos dentre 12 cidades, em 4 continentes diferentes, com o projeto American Bowl.

A American Bowl, bem como a NFL Europa, teve um sucesso moderado. Mas em cada uma dessas tentativas, faltou uma característica importante que não foi observada naquele momento. O problema foi a ausência de uma competição significativa, como acontece nos jogos de alto nível e de grandes apostas. Com a NFL Europa, a National Football League estava proporcionando um futebol americano de qualidade aos fãs europeus, mas ainda era uma liga com jogadores de segunda linha que ainda não tinham se consolidado no plantel da NFL. A maioria dos jogadores ficava por uma temporada e ia embora, resultando em baixa lealdade dos fãs da liga.

Com o American Bowl, a NFL proporcionou jogos dos seus grandes times aos fãs internacionais, mas não estava proporcionando o mais alto nível competitivo, nem mesmo os seus maiores talentos estavam ali. Os jogos de pré-temporada, não interferem na temporada, nem nos playoffs e, em sua maioria, consistem em jogadores que não participam das temporadas na NFL. As equipes não jogam para ganhar, eles jogam para dar, aos seus jogadores em teste, uma chance de provar que merecem fazer parte da lista da temporada regular. Mesmo nos Estados Unidos, jogos de pré-temporada não significam muito e os fãs não se interessam tanto. Em um caso famoso, o Baltimore Ravens cancelou um jogo de pré-temporada contra o Philadelphia Eagles no Veterans Stadium, em 2001, porque o gramado estava em péssimas condições. Esse jogo nem mesmo foi remarcado, ou seja, nunca aconteceu.

A NFL não entendeu naquela época, mas eles estavam oferecendo ao mundo um produto de segunda categoria e acharam que isso fosse dar certo. Isso não quer dizer que essas coisas não foram experiências positivas de aprendizado ou que nenhum objetivo foi alcançado, entretanto este tipo de estratégia simplesmente não poderia ir muito longe. Qualquer esporte aumenta os laços com o público em geral proporcionando jogos clássicos e momentos memoráveis. Roger Goodell, Comissário da NFL, foi o primeiro a entender isso. Assim, nasceu a NFL International Series.

O primeiro kick off foi em 2007 com uma partida da Semana 8, em um jogo entre New York Giants e o Miami Dolphins em Londres. O Giants ganhou por um placar de 13-10 em um campo encharcado pela chuva no Wembley Stadium. Eli Manning, quarterback do Giants, completou apenas 8 dos 22 passes para 59 jardas, mas era tudo o que o Giants precisava naquele dia. Embora o jogo tenha sido feio devido à chuva e ainda tenha representado um momento infeliz para o Miami Dolphins que chegou a 0-8 com a derrota, ele representou o primeiro jogo da temporada regular da NFL disputado fora da América do Norte. Talvez a coincidência mais legal, e que os fãs ainda não sabiam naquele dia em Wembley, é que o Giants seria o vencedor do Super Bowl naquele ano encima do New England Patriots por 17-14. Ótimo começo para a London series.

NFL International Series 2016
Courtesy of NFL.com

A liga seguiu em frente com outro jogo em Londres durante a temporada de 2008 quando o New Orleans Saints derrotou o San Diego Chargers por 37-32, ano anterior à vitória do Saints em cima do Indianapolis Colts no Super Bowl XLIV por 31-17. As quatro temporadas seguintes continuaram com o formato de um jogo por ano até que a série foi expandida com dois jogos em 2013. Naquele ano, a multidão recebeu o time do San Francisco 49ers que tinha sofrido uma derrota recente por 34-31 para o Baltimore Ravens no Super Bowl XLVII. O 49ers chegaria longe novamente nos playoffs daquele ano, perdendo, por um placar apertado na final da NFC, 23-17, para o Seattle Seahawks que acabou vencendo o Super Bowl naquele ano. Depois do grande sucesso de dois jogos por ano em Wembley, a NFL rapidamente aumentou esse número para três jogos em 2014.

A liga teve três jogos agendados em 2015 e, conforme foi noticiada pelo American Football International, a NFL poderia ter recebido o quarto jogo, não fosse a Copa do Mundo de Rugby 2015 ter utilizado o Wembley Stadium para vários jogos. Mark Waller, vice-presidente internacional da NFL, disse recente que “ficaria muito desapontado se nós não jogarmos mais do que três jogos lá em 2016”. Ao que tudo indica, a NFL International Series está destinada a continuar crescendo.

Os jogos permitem que a NFL faça o teste de várias logísticas, tais como viagens, logísticas para o bye week (semana em que uma equipe não tem jogo), taxas e assim por diante. Na próxima temporada, teremos várias novidades na NFL International Series: pela primeira vez teremos duas semanas seguidas de jogos (BillsJaguars na Semana 7 e LionsChiefs na Semana 8) que irá testar a durabilidade do gramado, bem como o primeiro jogo entre rivais de uma divisão quando o Miami Dolphins enfrentará o New York Jets na Semana 4.

A NFL tem considerado a possibilidade de levar jogos para outros lugares da Europa, a saber: Edimburgo (Escócia), Cardiff (País de Gales), Dublin (Irlanda) e Berlim (Alemanha). No entanto, eles encontram diversas facilidades em Londres, além do apoio dos fãs que é uma grande vantagem. Ao invés de focar em vários mercados de uma vez, eles estão tentando se firmar em um único mercado e garantir um projeto duradouro.

Até agora, a NFL International Series em Londres conseguiu vender todos os ingressos de todos os jogos que realizaram, com uma exceção na temporada de 2011 quando os ingressos foram colocados à venda com atraso devido a uma pausa operacional que a NFL teve na época. Enquanto a International Series não mostra sinais de diminuir as suas atividades, tudo indica que o céu é o limite para o futebol americano em Londres.

 

Related Articles

May 18, 2016

Comment Rules: We're all here for the same reason, which means we all have the same goal to help grow the game of American football. Focus on what brings us together instead of what makes us different. Anything overtly negative will just be deleted. Be supportive, not critical. Be helpful, not hurtful. That's what a real community does.

E-Mail List Sign up now!

Get exclusive content, discounts, and updates on the development of the book. Be the first to know. No spam, ever. Just great stuff.


Search

Meet Travis

Travis is the founder and main contributor of The Growth of a Game.

A former quarterback from Southern California and current sports executive, Travis developed a passion for advancing the game of American football in Europe during his three seasons as a player and coach for the Brussels Bulls. He's now the President of Premier Class Consulting, a consulting firm that specializes in strengthening sports teams and organizations of all levels.

Learn more

About this site

We believe in the exponential growth and future of American football in Europe. In everything we do, we strive to create an environment where this is not only likely, it's inevitable.

By connecting American football advocates across Europe and around the world, we're creating a community of enthusiasts who want to see this great game reach new heights. This website and book serve as a beacon for people to assemble on the path to a destination where European teams can compete against any team in the world. The road to getting there starts with you.

Learn more
0

Your Cart